Incentivo à prática da escrita
Incentivo à escrita, enquanto forma de expressão pessoal, interação e comunicação, e condição para reforçar as próprias capacidades de leitura, conciliando o impresso e os media digitais.

A digitalização tem mudado a natureza, frequência e importância da escrita.

Com a disseminação dos dispositivos móveis, a possibilidade de acesso a recursos e ferramentas de comunicação cada vez mais variados, o envio constante de mensagens, a postagem nas redes sociais,..., precisamos de trazer para o universo escolar e formativo estas possibilidades e instrumentos, tirando partido deles.

O desafio consiste em promover uma aprendizagem igualmente conectada, social e participativa, aproveitando essas práticas que hoje vivem predominantemente fora da escola, mas que são o lugar onde, designadamente, os jovens escrevem de forma livre e mais extensa.

Procurar-se-á, deste modo, que estas formas conversacionais entre o discurso oral e escrito, por natureza mais fáceis e informais, bem como a sua motivação natural, capaz de atrair e capacitar para a literacia os leitores mais renitentes, sejam reconhecidas e exploradas, a par de outras estratégias, mais ou menos convencionais.

logo
logo
2020 © Plano Nacional de Leitura