Página Inicial > Leituras > Sugestões > Antes depois

Antes depois
Anne-Margot Ramstein, Matthias Arregui

Antes depois

 

Título:

Antes depois

Autor:

Anne-Margot Ramstein, Matthias Arregui

Ilustrador:

---

Editor:

GATAfunho

 

 

 

 

O tempo é agente de mudança. Não que seja ele o responsável mas porque acolhe a sucessão de acontecimentos que fazem o mundo transformar-se. Os verdadeiros atores podem ser lagartas, areia, vulcões, pessoas, pássaros, chuva, sol... Uns estão presentes, outros implícitos. Assim se lê este álbum sem texto cuja estrutura se elabora ao nível do simbólico. A parte e o todo, a causa e a consequência, a matéria e o instrumento são relações metonímicas que se expõem numa lógica temporal de sucessão, como o próprio título esclarece.
Assim, a maioria das páginas ímpares introduz um cenário ou uma situação a que as respectivas páginas pares dão resposta: o bolo inteiro e a fatia, os foguetes e o fogo de artifício, a floresta que arde e a floresta que se regenera... Porém, o que as imagens nos dão a ler é mais do que isso. Logo no início há um vulcão e um terreno onde despontam as primeiras ervas. Depreende-se que a erupção terá sido recente. Logo na página seguinte, a vista alcança o topo do vulcão, é apenas o topo, entre a densa vegetação de árvores, arbustos e lianas. A lava foi terreno fértil de germinação da natureza. Ao virar para nova dupla, estamos na construção da urbe e logo reconhecemos o Empire State Building ou algo aparentado. Os dois quadros relacionam-se em oposição natureza-cidade e também andam a par no sentido do seu desenvolvimento ou construção. Pareceria suficiente mas em seguida as duas ilustrações redescrevem os dois espaços acrescentando-lhes um elemento comum: um macaco. Agora já não é uma cena universal e sim uma referência clara a King Kong. O mesmo se passa com a garrafa de leite a que sucede a vaca a pastar, seguida de um plano mais afastado da mesma vaca vista a partir de uma gruta onde está gravado um desenho de uma vaca e ainda um cenário contíguo em que agora há uma árvore e, encostada a está uma tela que reproduz a imagem do que o leitor vê.
A riqueza desta leitura está na surpresa das relações, mesmo nas mais óbvias que logo se multiplicam e obrigam a associações mais complexas que testam os conhecimentos prévios, a curiosidade e a atenção de cada um.

Palavras-chave
Ilustração,metonímias, tempo, transformação, mundo

Se gostaste, experimenta...
Balea, Federico Fernández, Germán González, Kalandraka
Com o tempo, Isabel Minhós Martins, Madalena Matoso, Planeta Tangerina
Bestial, André da Loba, Pato Lógico

Ver